Reino de Maconge

DESTAQUES

D. CAIO JÚLIO CÉSAR DA SILVEIRA IV - PRIMEIRO E ÚNICO REI DE MACONGE.

D. MÁRIO SARAIVA DE OLIVEIRA

I VICE-REI DE MACONGE

[1978-1998]

D. OLAVO GODINHO

II VICE-REI DE MACONGE

[1998-2016]


D. ROBERTO DA SILVEIRA

III VICE-REI DE MACONGE

LICEU NACIONAL "DIOGO CÃO"

COMPONENTE DO EMBLEMA DE MACONGE

Ruina entregue pelo Governo da Huíla à Associação dos Antigos Estudantes da Huíla - Reino de Maconge.

REAIS PAÇOS DE MACONGE

Edifício inaugurado em 18 de Janeiro de 2003.

 
MENSAGEM DE NATAL E ANO NOVO DE SUA MAJESTADE O VICE-REI

Maconginos, queridos Amigos e Companheiros

Aproximam-se o Natal de 2020 e o Novo Ano de 2021.

Vamos seguramente viver um Natal diferente, decerto mais intimista e menos partilhado.

Façamo-lo com coragem e esperança!

Coragem para enfrentar uma situação nova, muitas vezes dolorosa, com menos familiares, menos ou nenhuns filhos e netos. Mas, de certo modo, poderemos opor a isso um acrescido sentido de união espiritual e um apelo à proximidade e à solidariedade.

Decerto que a ausência de pessoas queridas nos fará pensar nelas com mais força, sentir quão dependemos delas, e uns dos outros, e o aperto no coração vai doer mas vai reforçar a união de sangue ou de forte amizade que a todos nos liga, valorizando a espiritualidade do que talvez seja um Natal mais próximo das origens.

De certo modo, seremos Presépios, de enorme simplicidade e intimismo e isso talvez nos faça repensar um Natal quase só de festas e de presentes e nos prepare para Natais futuros que seguramente nos esperam, mais alegres, mais vividos, de sentimentos mais intensos, de crescimento dos valores da Família e da Amizade, já com a presença física de pais, irmãos, filhos e netos e amigos.

E todos, Maconginos, estaremos uns dos outros à distância de um telefonema.

Exorto-vos a convocarem essa Coragem e essa Esperança, para que neste doloroso contexto, possamos ter o melhor Natal possível.

Por outro lado, vai acabar este horrível ano de 2020, em que apenas nos foi possível realizar a Ceia Nacional de Faro, ainda em Janeiro.

Porém, sentem-se agora alguns sinais de grande mudança, como o da descoberta de vacinas contra o vírus e o início, esperamos que breve, eficiente e eficaz, da vacinação.

Sem Réveillon, outra vez sem festas e com sacrifícios, mas sempre com coragem e esperança, e aquecidos com um ou mais copos que não sejam só de água.

Adeus 2020!

Venha, melhor, 2021, que saberemos enfrentar com outras armas!

São estes os meus votos.

Abraça-vos com muita saudade e toda a solidariedade,

                                                                                    Dom Roberto da Silveira

                                                                                        Vice-Rei de Maconge

MENSAGEM DE SUA MAJESTADE O VICE-REI

Maconginos, Amigos e Companheiros

Uma primeira palavra de saudade.

Vai longe Janeiro deste terrível ano, mês em que teve lugar a nossa única Ceia, em Faro.

Que falta nos fizeram e fazem esses mágicos locais de encontro e de convívio.

Tenhamos esperança de que em 2021 possamos regressar a alguma normalidade e consigamos realizar algumas Ceias.

Uma segunda, e primordial, palavra de chamamento.

Pelas razões que já muitos conhecem e são resumidas e recordadas no texto recentemente publicado por Sua Excelência o Duque-Mor de Angola no Bambu, os Reais Paços de Maconge precisam de todos nós.

Obra notável, desenvolvida e mantida ao longo de anos por muitos e bons Companheiros, é o único e belíssimo lugar físico que, na terra natal de muitos de nós, em pleno Parque da Nossa Senhora do Monte, proclama a nossa existência.

Sejamos solidários! Passemos das palavras aos actos! Que cada um de nós contribua com o que puder, para mantermos os Reais Paços durante este período estranho por que passamos.

O modo de proceder está indicado na referida publicação de D. António Pereira de Lemos.

Sejamos a “Malta Fixe” que dizemos ser!

E continuem a cuidar-se, com determinação e saúde.

Viva o Reino de Maconge!

GINGA MALAIA

Dada e passada em Lisboa, a 19 de Outubro de 2020

Sua Majestade o Vice-Rei, impaciente e exigente,

Dom Roberto da Silveira


ALBUM DA VISITA DE SUA MAJESTADE A ANGOLA
26 de Fevereiro a 9 de Março de 2020
PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA CONSTITUIÇÃO

Na sequência do programa eleitoral sufragado em 18 de Junho de 2016, entendeu Sua Majestade D. Roberto da Silveira, Vice-Rei de Maconge propor às cortes Gerais, que em breve serão convocadas, alterações cirúrgicas à Constituição de 1999, adequando-a à realidade presente.

Por forma a explicitar melhor as alterações propostas e a discussão prévia das mesmas, foi feito um exercício, que parte da Constituição de 1999 e que assinala a preto rasurado o que é proposto eliminar e a vermelho o que é proposto acrescentar.

Estas alterações foram todas anunciadas no site de Maconge – Bambu, tendo sido agora agregadas, dando assim corpo ao que, Sua Majestade, ouvido o Conselho de Estado decidiu propor ao Reino Macongino.

Instamos todos os Maconginos a comentar e propor as alterações que julguem oportunas, utilizando para isso o site oficial de Maconge – Bambú.

Para ir para a proposta de alterações, clique aqui

Click to edit table header
UM SÉCULO DE HISTÓRIA - OITENTA ANOS DE MACONGE

Antecedendo a Ceia Nacional do Sobado de Faro, no passado dia 25 de Janeiro, foi feito o lançamento do livro comemorativo dos oitenta anos de Maconge.

Este livro pode ser adquirido nas ceias dos diversos sobados, ou em alternativa, através do site da editora Prime Books (a partir de 15 de Fevereiro).

Para ler o discurso de apresentação feito por Fernando Morgado, siga por favor, este link.

ENCOMENDA DO LIVRO
UM SÉCULO DE HISTÓRIA - OITENTA ANOS DE MACONGE
A pedido de vários maconginos, foi decidido criar através do nosso site, um seviço de encomenda do livro e o seu posterior envio pelos CTT, em encomenda registada.
Para isso, deve ser preenchido o formulário de encomenda abaixo, seguido de um click no botão "Send Message"
No espaço de 48h, receberão no mail indicado no formulário a confirmação da encomenda, com as instruções para a transferencia.
O custo de cada exemplar é de 21,00€, que já inclui o custo de envio.
Chamamos a vossa atenção para a necessidade do correcto preenchimento do formulário, por forma a evitar o extravio da encomenda.
Este serviço apenas funciona para o território de Portugal continental.
Para os restantes destinos, o livro poderá ser encomendado através do site da livraria "Prime Books".
Obrigado pelo seu contacto. Brevemente entraremos em contacto consigo
Oops. An error occurred.
Click here to try again.
 
 
Recenseamento de Maconge
Na sequência da decisão tomada pelo Conselho de Estado em 2015, que instituiu o recenseamento de Maconge, vimos uma vez mais convidar os maconginos que ainda o não fizeram, a proceder ao seu recenseamento, preenchendo o formulário ao lado, seguido de um clique na tecla "enviar"
Os dados constantes do recenseamento são reservados, aparecendo como único elemento público o nome.
 
 
 
“COMPANHEIRO - OBRIGADO PELA TUA PARTICIPAÇÃO NA CONSTRUÇÃO DA BASE DE DADOS DO RECENSEAMENTO GERAL DE MACONGE.
APENAS O TEU NOME SERÁ DIVULGADO, COMO MACONGINO RECENSEADO. DE RESTO, TODOS OS TEUS DADOS PERMANECERÃO CONFIDENCIAIS E A ELES TERÃO ACESSO APENAS OS CONSELHEIROS DE ESTADO DESIGNADOS POR SUA MAJESTADE.
GINGA MALAIA!”
Oops. An error occurred.
Click here to try again.